Agora

Luciana Barbosa

10:00 - 11:00

Notícia

Operação internacional Luz da Infância cumpre mandado em empresa de Araçatuba

A ação foi realizada simultaneamente no Brasil, Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá.
Operação internacional Luz da Infância cumpre mandado em empresa de Araçatuba
Folgha da Região

Da Folha da Região

19 de fevereiro de 2020 09:38

 

Sob coordenação do Ministério da Justiça e Segurança Pública, policiais de 12 estados brasileiros participaram de mais uma fase da Operação “Luz da Infância”, que tem como objetivo combater a pornografia infantil e a exploração sexual de crianças e adolescentes. Um dos mandados foi em uma empresa de Araçatuba.

A ação foi realizada simultaneamente no Brasil, Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá. A reportagem da Folha da Região apurou que o mandado de busca cumprido em Araçatuba foi em uma empresa de comércio de maquinários agrícolas, onde trabalha um dos investigados.

Pela manhã policiais civis da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) e da Delegacia Seccional de Polícia, estiveram na empresa para cumprir o mandado. No local trabalha um homem que está entre os investigados por crime de pornografia infantil. Nos computadores da empresa não foi localizado nada que pudesse vincular a prática ao investigado. Nas redes sociais chegou a ser mencionado o nome do investigado e da empresa onde a Polícia cumpriu o mandado.

Um balanço parcial revelou a apreensão de mais de 180 mil arquivos que serão encaminhados para perícia, e prisão de 38. A força-tarefa teve coordenação do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Mais de 500 profissionais atuaram na ação. No Estado de São Paulo, 14 pessoas foram detidas em Limeira.

O secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Luiz Pontel, explicou que o material apreendido na operação vai ajudar a aprofundar as apurações.

O coordenador do laboratório de operações cibernéticas da Polícia Federal, Alessandro Barreto, destacou a importância das denúncias para o trabalho policial.

“A questão da denúncia é muito importante. Investigar hoje, vou usar o sentido figurativo, é um mosaico. É preciso juntar peças. Você pega informações em várias direções, você consegue juntar isso e atribuir autoria e materialidade delitiva. É importante. Denuncie nas delegacias de polícia mais próximas, aos canais de denúncias e plataformas”, afirmou.

Professor preso em operação contra pedofilia filmava alunas, diz polícia

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (18) um professor de história de uma escola de elite na zona oeste de São Paulo suspeito de filmar a genitália das alunas por debaixo da saia durante as aulas.

Ele trabalhava na unidade de Pinheiros (zona oeste) da St. Nicholas School.

Ivan Secco, 54, foi um dos 17 presos em flagrante no estado de São Paulo no âmbito da Operação Luz da Infância, coordenada pelo Ministério da Justiça.
Ele foi autuado por armazenamento e produção de conteúdo pornográfico. A polícia solicitou a sua prisão preventiva e ainda investiga se o conteúdo foi compartilhado com terceiros.

Segundo a polícia, o professor colocava câmeras escondidas dentro de caixas de remédios e embaixo de carteiras para filmar estudantes por baixo da saia. As vítimas tinham a partir de dez anos. Ele também dava aulas de teatro na escola.

Os investigadores dizem que ele praticava o crime havia ao menos três anos -na escola, dizem, trabalhava há cerca de 20 anos. Ele não tinha antecedentes criminais.

Em depoimento, o homem disse que estava arrependido e que precisava de ajuda porque estava doente, de acordo com a polícia.

A polícia foi primeiro à casa do professor, em Pinheiros. Ele chegou a criar, segundo os investigadores, uma pasta em seu notebook com as fotos das alunas preferidas. Além do aparelho, foram apreendidos pendrives e HDs (a quantidade não foi informada).

Pessoas próximas ao suspeito o descreveram como alguém discreto e disseram não suspeitar de seu comportamento. A Folha procurou a direção do colégio, que ainda não se posicionou sobre a prisão do professor.

Em um comunicado interno enviado aos pais dos alunos, ao qual a reportagem teve acesso, a St. Nicholas School afirma que foi “surpreendida com a operação policial de investigação de pedofilia que prendeu um de nossos professores na unidade Pinheiros” e disse ter conversado com seus professores e alunos a respeito do ocorrido.

A direção do colégio disse ainda que se colocou à disposição das autoridades policiais para colaborar com as investigações e que, em paralelo, abriu uma sindicância interna para apurar informações complementares. “Nós estamos em choque e nos comprometemos a entender o que aconteceu e ofereceremos apoio incondicional a toda comunidade.”

A reportagem procurou a escola por volta das 18h após a divulgação de detalhes da investigação, mas foi informada de que não havia mais nenhum representante da diretoria no local.

A St. Nicholas School foi criada em 1980. Seus alunos, de várias nacionalidades, cursam da educação infantil ao ensino médio nas unidades de Alphaville e Pinheiros.

Na 6ª fase da operação Luz da Infância, os agentes da polícia buscam por arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes. Quando chegam até os locais investigados, acabam dando voz de prisão aos suspeitos localizados.

Armazenar fotos ou vídeos de abuso e exploração sexual infantil no Brasil é crime passível de pena de 1 a 3 anos de reclusão. Na prática, ninguém vai para a cadeia se o crime não estiver associado ao compartilhamento ou à produção dessas imagens.

PEDOFILIA

Reportagem da Folha de S.Paulo publicada em maio de 2019 mostrou que tem aumentado consideravelmente a presença de fotos e vídeos de abusos cada vez mais severos e contra crianças cada vez mais jovens.

Segundo o Inhope, consórcio internacional que reúne 46 serviços de denúncia de 40 países, o Brasil figura entre os dez países que mais compartilham esse tipo de conteúdo nos meios digitais.

Com informações: Folhapress

 

Fonte: https://www.folhadaregiao.com.br/2020/02/19/operacao-internacional-luz-da-infancia-cumpre-mandado-em-empresa-de-aracatuba/

 

Fonte(s): Folha da Região

Comentários

Últimas notícias

03 Jul
Policial
Como observar o eclipse lunar deste domingo

Eclipse penumbral é um fenômeno sutil, mas ainda assim pode ser observado a olho nu. Saiba como

29 Jun
Policial
Vacina contra Covid-19 desenvolvida no Rio pode começar a ser distribuída em dezembro

Num acordo da FioCruz com a Universidade de Oxford prevê a produção de 30 milhões de doses.

26 Jun
Policial
Auxílio emergencial: governo divulga calendário de pagamento da 3ª parcela; veja as datas

Valores serão creditados em Poupança Social

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.